quarta-feira, 22 de maio de 2013

Escrevendo para o site GAROTA FM

 Trampolim da Praia de Icaraí. Inauguração em 1941.
 Surfista veterano perto da Itapuca.
 Trampolim.
 Itapuca, inicio do século 20.
 Cinema Icarai, 1946.
 Bonde, anos 1950.
 Praia de Icarai, final dos anos 1950.
 Obras da ponte Rio-Niterói, 1972.
 O navio encalhado acabtou batizando a praia. Anos 1960.
Navio Camboinhas.

ouça os lobos:
Desde meados de abril estou escrevendo para o site GAROTA FM que fica em www.garotafm.com.br e é dirigido por Christina Fuscaldo. Tem sido uma experiência muito legal porque, acidentalmente, meus textos buscam as lembranças, momentos felizes do passado, alguns casos que julgamos flashes mas que depois, com o farfalhar do tempo, percebemos que são muito importantes.

Na última terça-feira, final da tarde, encontrei meu super primo Cornélio Melo, que também colabora para o GAROTA FM, e juntos fomos ao estúdio do gigamúsico Cássio Tucunduva. Durante quase três horas (quando saímos já era noite) conversamos sobre esse tema mágico, acrilírico chamado Música + a antológica banda Os Lobos + clubes + anos 60 + meninas + botas + Beatles + Melody Maker (banda) + Maquina do Tempo (banda), vida, vida, vida, vida, vida. Nossa matéria vai sair por esses dias lá no GAROTA FM.

Impressionante a força do tempo. Em 15 minutos de conversa nós parecíamos três garotos jogando bola de gude e conversando. Falamos do som de 1965 até hoje, mas também do Brasil, da adolescência, de política, de nós, de nossos amigos, de nossas meninas. Enfim, como não acredito em nada acidental em se tratando de inconsciente, acho que meus artigos para o GAROTA FM devem estar atendendo a uma necessidade de me revisitar. Creio que sim. Ou melhor, com certeza sim.

Até agora a conversa ecoa, ecoa, ecoa porque me fez muito bem. Está sendo ótima essa experiência no GAROTA FM. Revisitar o passado tratado como “logo ali” é sensacional.