quinta-feira, 31 de outubro de 2013

A arrogância de Luiz Felipe Scolari

                           
                                                      

Mais um ataque e ameaça, com beicinho, de abandonar uma entrevista coletiva no meio. O técnico da seleção de futebol do Brasil, Felipão, se estourou com a pergunta de um repórter. É bom lembrar que jornalistas são pagos para perguntar. Mais: a pergunta não foi ofensiva e nem grosseira.

O repórter indagou se ele, Felipão, foi técnico da seleção de Portugal e Parreira de várias outras mundo afora, por que um jogador (que não conheço) chamado Diego Costa que optou em jogar no time da Espanha, não poderia ter feito essa opção?

Felipão deu um ataque, subiu nos tamancos disse que a pergunta não tinha nada a ver, ia abandonar a entrevista coletiva mas voltou.

O técnico recebe milhões da CBF, uma entidade paraestatal que, no fundo no fundo, é bancada por nós, torcedores, que enchemos os bolsos de gente assim de grana, muita grana. Em contrapartida, recebemos chiliques, coices. Pior: tem gente que adora “esse jeitão estúpido de ser do Felipão”.

Qual é? Qual é a dele? No fundo, no fundo, nós somos seus patrões. Ou não? Ou estou errado, totalmente equivocado? Somos nós os panacas ou ele? Escrevam nos Comentários.