sábado, 16 de novembro de 2013

Um blog sobre rock

                           
                                                  

Velocímetro para você checar se está tendo a velocidade que paga a seu provedor. Clique em "teste sua conexão".

Ouça:



Algumas pessoas me escrevem perguntando por que este blog não é sobre rock. Respondo que o rock, como postura existencial, cultura, atitude de vida, está impregnado em mim desde o dia em que nasci. Logo, todas as minhas observações de fatos, delírios e outras manifestações, estão banhadas de rock.

Além disso, volta e meia falo de um assunto ligado a música rock, que vive tocando aqui no computador, na rua, no carro. Como também o piano improvisado e genial de Egberto Gismonti e Keith Jarret, mais a bossa nova de Roberto Menescal, o regional autêntico e não universitário que acho maravilhoso, enfim, outros gêneros, outras notas de preferência libertárias.

O livro que comecei a escrever (leia o que escrevi em “O rock brasileiro não existe”), esse sim, é sobre músicos de rock. São pequenas críticas, muitas graves outras agudas, sobre nomes que passam e passaram em minha vida. Um livro que pretende mostrar a trilha sonora que rege várias gerações que, um dia, pensaram em virar o mundo de cabeça para baixo. Acredito que, pelo menos, 20% disso conseguimos.


Transformar este blog, COLUNA DO LAM, em uma coluna de rock é, portanto, desnecessário porque ele, o rock, está em tudo que faço, penso, admiro, critico. É isso aí.