quarta-feira, 1 de janeiro de 2014

Atitude no Ano Novo

                           
                                                      
Quem sou eu para dar dicas, conselhos, palpitar, insinuar sobre rumos, trilhas, caminhos que as pessoas devem tomar? Por isso, apenas listei o que penso sobre início de ano novo. Vamos lá:

1 – Desvie dos chamados manuais de mudanças necessárias nesse início de ano novo. É um conceito velho, falido, arcaico, totalmente inútil. Surfe suas ondas na medida do seu possível e no que determinam regras, protocolos, regulamentos.

2 – Ação. Sabe o “Luz, Câmera, Ação” do Cinema? Ando meio cheio de tanta luz, tanta câmera. Falta ação. Agir é crucial.

3 – O povo é sábio quando diz que “passarinho quando anda com morcego acaba dormindo de cabeça pra baixo”. Quem são as suas companhias? Pessoas que estão um passo a frente e não 100 para trás? Pessoas que tem a acrescentar, não são provincianas, nem reacionárias, ou daquelas que se acham nas nuvens e outras microcatástrofes existenciais? Pois invista nelas. Precisamos de gente que nos faça ouvir porque, em muitos momentos, ficamos roucos de tanto falar para desertos inférteis.

4 – Sabe aquele livro? Leia. Sabe aquela música? Ouça. Sabe aquele filme? Assista. Sabe aquele site? Acesse. Rápido, logo. Como diz um amigo meu “agora enquanto ainda”.

5 - Está cercado de pessoas atrasadas, invejosas, pra trás, gente que cultua o mofo, o velho, o inútil? Não acha que está na hora de detonar? Andei aturando, mas já comecei 2014 ceifando cabeças que fedem a falso moralismo, provincianismo (começo a concluir que o provinciano é tão ou mais daninho do que o delator) e que nos usam como bancos de sangue. Chega!

6 – Foi pouco a praia em 2013? Por que? Perdeu a fé de que a água salgada, piscinão de iodo, faz bem ao sistema nervoso? Que tal voltar aos mergulhos, ao papo vadio na beira do mar com amigos, conhecidos, gente de bom astral? Faz bem, sim.

7 – E o trabalho? Saco cheio? Não dá para dar uma de herói. Tarzã nunca trocou de cipó sem ter outro na outra mão. Mude de trabalho, mas garanta o novo antes de se estabacar na floresta.

8 – E o amor? Bom, o amor é sagrado, radicalmente pessoal e intransferível. Só quem sente e vive, sabe de que tipo é. Não existe o padrão Henry Miller/Anais Nin e muito menos Chapeuzinho Vermelho/Lobo Mau/Vovozinha. Cada amor tem uma cor, um aroma, uma luz, uma canção. Viva o seu.

9 – Família. Se achar necessário, anistie todo mundo. Vale a pena. Perdão é uma palavra poderosa e família outra mais ainda. Vale dar a décima segunda chance.

10 – Fique atento aos bons sinais. De todos os cantos, todas as áreas. Preste atenção à saúde, arranje um bom clínico que tenha o seu plano de saúde (isso sim é desafio) e deixe o barco ir, mar a dentro, vida a fora. Sempre.
Feliz 2014.

Citações

- Para ganhar um ano novo que mereça este nome, você, meu caro, tem de merecê-lo, tem de fazê-lo de novo. Sei que não é fácil, mas tente, experimente, consciente. É dentro de você que o Ano Novo cochila e espera desde sempre. Carlos Drummond de Andrade.

- As pessoas estão preocupadas com o que comerão entre o Natal e o ano novo, mas deveriam estar preocupadas com o que comem entre o ano novo e o Natal. Autor desconhecido.

- Um otimista fica acordado até meia-noite para ver a entrada do ano novo. Um pessimista fica acordado para ter a certeza de que o ano velho se foi. Autor desconhecido.

- Que as realizações alcançadas este ano, sejam apenas sementes já plantadas no ano que se foi. Autor desconhecido.

- Feliz Ano Novo! Não existem sonhos impossíveis para aqueles que realmente acreditam que o poder realizador reside no interior de cada ser humano, sempre que alguém descobre esse poder algo antes considerado impossível se torna realidade. Albert Einstein.