domingo, 19 de janeiro de 2014

“Tudo por um Sonho”, um filmaço


                                         Assista o trailer.
Texto restaurado e reeditado

É o nome de um grande filme. Um grande filme que tem como título original “Chasing Mavericks” e é estrelado por Gerard Butler, Jonnhy Weston e Elisabeth Shue. A direção é de Michael Apted e Curtis Hanson. Vale à pena pegar numa locadora.

Não é um filme. É um filmaço. Eu estava rondando a locadora de DVDs há uns dois meses, desde que li a respeito de “Tudo por um Sonho”. Quando assisti, fui pego por uma agradável surpresa.

A história real do surfista Jay Moriarity ganhou um roteiro magistral. Amor abissal, incompreensão crônica, afeto jogado no fundo do mar, ondas gigantes conscientes, inconscientes e também em Mavericks, um dos mais disputados points de surfe do mundo. Os desencontros entre os personagens (repito, todos reais) na Califórnia ensolarada que contrasta com o caos afetivo de todos os envolvidos.

Parece que para o ser humano, encarar uma onda de 20 metros de altura, aquele paredão, é mais fácil do que tentar surfar os enigmas existenciais que assombram a espécie desde que desceu das árvores e começou a andar de pé.

No epicentro deste oceano de sentimentos torpes, confusos, está Jay Moriarity (Jonnhy Weston). Desde sempre transportando conflitos de sua casa para o mar, como faz seu mestre Frosty Hesson (Gerrad Butler), também mal resolvido que vai encontrando em Jay um espelho para resistir as ondas gigantes da vida.


O resultado é uma bela história de amor cercada de surfe de qualidade por todos os lados, onde as diferenças entre medo e pânico, saudade e desprezo, afeto e circunstância são abertas numa linguagem simples, primitiva, sem intelectualismos. Vale conferir. Vou ver de novo.