sábado, 19 de setembro de 2015

A conexão Varginha, ou, é difícil ouvir boa música mas ela existe

Comprei por oito reais um par de protetores de ouvido Nexcare, da 3M. Só que foi antes de Dilma II, por isso deve estar custando 50 paus. Está disponível em farmácias e são muito úteis nesses tempos de música leviana, vadia, meliante e salafrária, além, é claro, de nos livrarem dos primatas que utilizam indevidamente, por exemplo, celulares que cacarejam no transporte público. Recomendo. São ótimos, minúsculos, imperceptíveis, confortáveis.
É lógico que respeito o direito das pessoas comprarem estrume sonoro, por isso prefiro não atirar pedras e sim buscar opções.
Historiadores dizem que desde que “inventaram” a música popular, as mais cultuadas pelos povos são de péssimo gosto. Aqui no Brasil, não há uma fase, um período de exceção. Primeiros lugares sempre foram ocupados por barangas, mas fazer o que? Nada? O que é isso? Podemos buscar socorro no chamado mercado alternativo que está sempre cheio de coisas valiosas.
Para se ouvir boa música no rádio, antes da invenção do streaming da internet, era uma luta. Hoje, você acessa www.radios.com.br e escolhe uma entre milhares que são oferecidas no maior cardápio de opções radiofônicas do mundo.
Radios.com.br é sensacional e fica na cidade de Varginha (MG), terra dos E.T.s. Tem radio de bossa nova, rock, blues, jazz, samba, chorinho, notícias, efeitos especiais, tudo da melhor qualidade. É só dar um clique. Tem de tudo, até transmissão ao vivo de sessões de chibatadas em países que usam o chicote como punição legal. Se fosse bno Brasil ia: 1 – faltar chicote; 2 – faltar carrasco.
Destaque também para a Rádio Cult FM Ponto Com – Rock & Blues – estacionada em www.radiocultfm.com onde tenho dois programas: Cafofo do LAM, domingos as 23 horas e Expresso da Madrugada, de domingo a domingo, da meia noite as seis da manhã. Confira a programação normal agora, entre no site, conheça os programas, a equipe, deixe um comentário/pedido de música em CONTATO e divulgue a Cult FM.
As cidades estão cheias de shows em circuitos alternativos que revelam ótimos artistas.Em outras palavras, da mesma forma que a música ruim, chula, de baixa qualidade impera no chamado esquemão, a música boa, limpa, gostosa, de todos os gêneros e estilos sempre arrebentou e vai continuar arrebentando nos circuitos e mídias periféricas.
É só correr atrás.