sexta-feira, 15 de julho de 2016

Livros da semana

Verifique se as edições em papel tem versão digital, compatível com Kindle (ou similares), smartphone ou tablet. Pode sair até 50% mais barato. 

Livrarias pesquisadas:

Amazon – www.amazon.com.br
Travessa – www.travessa.com.br
Estante Virtual - www.estantevirtual.com.br
Saraiva - www.saraiva.com.br
                                                           

A Literatura Como Turismo

João Cabral de Melo Neto
152 páginas

Ao longo de seus quase cinquenta anos de carreira diplomática, João Cabral de Melo Neto morou em países como Espanha, Inglaterra, Senegal, Equador e Honduras. A cultura e a paisagem desses lugares marcaram sua poesia de forma expressiva.

Sevilha talvez tenha sido a cidade mais cantada pelo poeta, mas não foi, de modo algum, a única. No Equador, por exemplo, o fascínio pela natureza e os índios dos Andes produziu joias como “O corredor de vulcões” e “O índio da Cordilheira”. Entrelaçados a esses poemas, os relatos memorialistas de Inez Cabral revelam ao leitor aspectos cotidianos da vida de João: seus hábitos, opiniões e gostos.
                                       

Felicidade Ou Morte


Clóvis de Barros Filho

92 páginas

De filmes e livros a propagandas de televisão, a todo momento somos instados a ser felizes. Pois, como diria o poeta, 'é melhor ser alegre que ser triste'. O desejo pela felicidade parece ser mesmo uma constante de nosso tempo.

Clóvis de Barros Filho e Leandro Karnal passeiam pela história e pela filosofia para pontuar como cada época e sociedade estabelecem sua própria definição das circunstâncias para o que seja uma vida feliz. E questionam se, sendo livres para escolher entre tantas possibilidades, estamos de fato mais próximos desse ideal.

O livro é certamente um encontro feliz entre os dois autores, que não deixam de tocar em aspectos mais desafortunados do tema, presentes quase como uma sombra indissociável de nossa condição humana. Afinal, poderia a felicidade denunciar certo contentamento com o infortúnio alheio? Ou estaria ela no amor pelo outro? Sem a felicidade, o que nos resta?
                        
                                                            

                                                   

A Maldição da Rainha do Rock

Mathilda Kovak

116 páginas

Como muitos adolescentes de sua idade, Tata é apaixonada por rock’n’roll. E também por livros, filmes, toy art, cartoons japoneses, mangá, HQ, pintura, escultura, ciência... Mas seu ídolo-mor é mesmo Samantha Fortune, a rainha do rock. Uma estrela excêntrica e misteriosa, que fascina Tata com seu olhar vítreo, seu jeito de ciborgue e seus riffs de guitarra. Uma pop star cuja idade é um mistério: como a diva pode estar há tanto tempo na cena rock e ainda manter a aparência tão juvenil?

Apesar de ter apenas 13 anos, Tata consegue driblar a vigilância da mãe e ir a um show de Samantha Fortune. O que ela não poderia sequer imaginar é que, a partir daquela noite, sua vida nunca mais seria a mesma.

Pendurada no alto de uma torre de luz, em busca de um lugar privilegiado para ver a diva roqueira, Tata é atingida por um raio. Para a perplexidade dos médicos, a garota sai quase ilesa do acidente – não fossem por alguns sintomas estranhos, como uma sede infinita e o inexplicável tom fluorescente que sua pele adquire. Mas estranho mesmo é o que acontece quando, meses depois, Tata recebe de presente uma guitarra, e passa a compor músicas num piscar de olhos. Basta tocar no instrumento para que canções inteiras brotem em sua imaginação. E mais estranho ainda é o fato de, um dia, Tata ouvir uma de suas canções sendo tocada no rádio, entoada por ninguém menos que Samantha Fortune.

Como a rainha do rock pôde roubar as músicas de Tata? Quem é, afinal, Samantha Fortune? Como Tata adquiriu tamanha capacidade para compor hits irresistíveis? Para desvendar esses mistérios, a adolescente conta apenas com a ajuda de amigos roqueiros – e nerds – iguais a ela, que acabam vivendo uma aventura que passa por temas tão diversos quanto telepatia, neurociência, tecnologia, genética, cosplay, redes sociais. E, claro, muito rock’n roll.

A maldição da rainha do rock é um suspense criado no universo de referências da Geração Y, mas com todos os ingredientes de uma cativante história à moda antiga: personagens que aliam valentia à imaginação, pitadas de humor, sequências de dar frio na espinha e até o começo de uma história de amor. Charmoso, esperto e imprevisível como é a juventude contemporânea. 

                                                                                                             


Nos Bastidores do Pink Floyd


Mark Blake

456 páginas

O Pink Floyd tem uma história secreta, conturbada e fascinante, que começa em Cambridge, na Inglaterra, nos tempos da Segunda Guerra Mundial, quando seus integrantes ainda eram crianças, e se estende até recentemente.

A vida e a música Roger Waters, David Gilmour, Nick Mason, Richard Wright e Syd Barrett, assim como seus conflitos, neuroses, medos, paixões e vitórias, são esmiuçados, em um relato que impressiona pela riqueza de detalhes.

Contendo entrevistas com dezenas de pessoas próximas aos músicos – amigos, namoradas, parceiros de trabalho, testemunhas, críticos musicais –, bem como depoimentos dos próprios membros da banda, Nos bastidores do Pink Floyd acompanha passo a passo a gênese do Pink Floyd e toda a sua carreira. 
                                                       
                                                           

Ansiedade 2: Autocontrole

Como Controlar o Estresse e Manter o Equilíbrio


Augusto Cury

192 páginas

Em Ansiedade 2 - Autocontrole, o psiquiatra e psicoterapeuta Augusto Cury revela os segredos para gerenciar o estresse e desenvolver o autocontrole, essencial para uma vida emocional saudável e plena. Além disso, apresenta a diferença entre ansiedade e estresse e ressalta que os dois são essenciais para a sobrevivência humana, mas que, como tudo na vida, precisam ser dosados.
Alguns dos conceitos utilizados pelo autor foram apresentados no mega best-seller Ansiedade - Como enfrentar o mal do século, como, por exemplo, a Síndrome do Pensamento Acelerado (SPA), que vem pouco a pouco nos transformando em prisioneiros em nossa própria mente, suas consequências alarmantes e técnicas para enfrentá-la.
Neste novo livro, Cury usa partes de sua própria história - de adolescente desinteressado a pesquisador com livros publicados em muitos países - para mostrar como a ansiedade e a SPA podem sabotar a maturidade e impedir o ser humano de ser líder de si mesmo. Cury conta como ele mesmo utilizou essas técnicas para vencer o medo de fracassar e alcançar o êxito profissional e pessoal.