sexta-feira, 16 de setembro de 2016

Livros da Semana - 16

Livrarias pesquisadas:

Amazon – www.amazon.com.br
Travessa – www.travessa.com.br
Estante Virtual - www.estantevirtual.com.br
Saraiva - www.saraiva.com.br

Cinco Esquinas

Mario Vargas Llosa

216 páginas


A amizade de Marisa e Chabela se transforma quando, presas tarde da noite na casa de uma delas, as duas se veem sozinhas, deitam-se na mesma cama e, sem conseguir dormir, dão asas aos seus mais reprimidos desejos.

Quique e Luciano, seus maridos e amigos de longa data, são empresários peruanos de sucesso e não desconfiam de nada. Na verdade, Quique não tem tempo para isso. Ao receber a visita de um jornalista que possui fotos comprometedoras, ele se vê enredado num submundo de intriga e violência controlado pelas mais altas esferas do poder.

Parte romance de costumes, parte suspense, “Cinco Esquinas” é um livro envolvente, que retrata uma sociedade às voltas com a corrupção e o terrorismo, acossada pelo jornalismo sensacionalista, mas que luta até o fim pela liberdade.

Petroladrões: a História do Saque à Petrobras

Ivo Patarra

560 PÁGINAS

Depois de “O Chefe”, livro documento que escancara o escândalo do mensalão, o jornalista Ivo Patarra lança “Petroladrões -a história do saque à Petrobras”, em que relata o dia a dia das investigações que sacudiram o país:
os detalhes da trama, a Operação Lava Jato, as prisões, as delações premiadas, o trabalho do juiz federal Sérgio Moro e do procurador-geral da República, Rodrigo Janot... A contribuição de setores da imprensa nacional para elucidar os meandros do caso, o desespero de políticos, empresários e agentes públicos denunciados no "petrolão"...
A reportagem documento descreve aos leitores os diversos crimes praticados por organizações incrustadas no Estado durante os governos Lula e Dilma Rousseff. Ivo Patarra devassa o maior esquema de corrupção política de todos os tempos no Brasil.

Só Garotos

Patti Smith
240 páginas

Antes de se tornar famosa, a poeta e performer Patti Smith dividiu a cama, a comida e o sonho de ser artista com o fotógrafo Robert Mapplethorpe, a quem prometeu escrever este livro, pouco antes que ele morresse.
Nestas memórias afetivas, Patti alinhava fotos, bilhetes e histórias extraordinárias para narrar os anos de aprendizado do casal que atravessou os altos e baixos da efervescente Nova York dos anos 60 e 70 e se tornou ícone de muitas gerações.  

Baladas

Fabrício Corsaletti
64 páginas

À primeira vista, este livro fala da balada urbana e boêmia. Assim como em seu livro anterior, “Quadras Paulistanas”, o autor nos apresenta os chapas e as minas, toma uma média, uma cerveja, um saquê na Liberdade, sonha com uma apresentadora de “olhos de Nutella” e teme o destino solitário de Michael Corleone. Tudo isso em bem cuidadas redondilhas maiores.

A balada, mais que uma experiência boêmia, é também uma forma poética tradicional, que Corsaletti mostra, neste livro, dominar à perfeição. Ilustradas pelo sempre irreverente Caco Galhardo, essas Baladas vivem do vaivém entre a farra e a ressaca, a gíria e a métrica, o brilho do momento presente e o afã melancólico de fixá-lo antes que seja tarde. 

Poesias Reunidas

Oswald de Andrade
280 páginas

A poesia de Oswald de Andrade é de uma atualidade que chega a ser atordoante. O poema piada, o poema telegráfico, a lírica que reencena — com sátira — nossa história, o deboche, o jogo verbal e a anotação ferina. Em volumes como Pau Brasil, primeiro caderno de poesia do aluno Oswald de Andrade e Cântico dos Cânticos para Flauta e Violão, Oswald se mostra o “pai” de manifestações como o Concretismo, a Tropicália e a poesia marginal.


Além das obras publicadas por Oswald, o livro traz um grupo significativo de poemas nunca reunidos em livro. A edição conta com textos em prosa com apreciações críticas do próprio Oswald e de Carlos Drummond de Andrade, Mário da Silva Brito e Haroldo de Campos.