terça-feira, 1 de novembro de 2016

João do Corujão, o guerrilheiro das letras agora na Reserva Cultural


Ouça, baixe e compartilhe UIVO, o meu Podcast semanal. É só clicar aqui: https://www.podomatic.com/podcasts/luiz-antonio-mello/episodes/2016-10-31T04_22_53-07_00

Semana retrasada vi o grande João Luiz de Souza, eternizado como João do Corujão da Poesia, Universo da Leitura. Ele estava na Reserva Cultural de Niterói (www.reservacultural.com.br) para onde levou o seu maravilhoso projeto Corujão da Poesia.

Num momento em que as veias abertas do Brasil vomitaram nas urnas e deram um pé na bunda da política com P minúsculo, e exigem com urgência qualidade existencial, cultural, política, social, foi ótimo saber que o João pousou na Reserva onde, com o seu grupo, mostra poesia da boa. 

Sempre tive uma enorme admiração pelo João Luiz, a quem fui apresentado pelo amigo comum Benito Corbal. João, que tem como marca as armações brancas em óculos de grau, é assessor de cultura da Universidade Salgado de Oliveira, a Universo, que, segundo ele, desde o princípio, mais de 10 anos atrás, graças a reitora Marlene Salgado, dá irrestrito apoio ao movimento Corujão da Poesia que engole vários pontos do Rio e agora a Reserva Cultural que exibe poesias. Poesias de pessoas comuns que vão lá e declamam, riem, choram, permitem que as letras se transformem em emoções, novamente em letras, novamente em emoções num movimento contínuo, belo, simples, íntegro.

Esse movimento não existiria não fosse a força, o empenho, a paixão de João Luiz que, como todo cidadão acima de qualquer suspeita, tem o saudosíssimo Darcy Ribeiro em sua galeria de heróis. João trabalhou com esse gênio maior da constelação dos agitadores culturais e educacionais do país. Viva Darcy!


João Luiz, João do Corujão, João do Povo, João da Guerrilha Cultural, muito bom encontrar com você. Sou seu fã, meu caro, e vou divulgar MUITÍSSIMO o seu Corujão da Poesia, Universo da Leitura por onde passar. Forte abraço, grande e raro guerrilheiro!